• Segunda Onda - 15.01

Notícias

31/01/2018 19:01

Secretaria da Administração cede sistema de controle para Estado de Alagoas

A Secretaria da Administração (Saeb) cedeu, para o Estado de Alagoas, o Sistema de Recadastramento de Serviços Ativos do Estado da Bahia. O software desenvolvido pela Saeb e Prodeb é utilizado para fazer o recadastramento de funcionários públicos estaduais que estão em atividade.

Em novembro de 2017, uma delegação alagoana veio à Bahia para conhecer projetos e ações da Secretaria Estadual da Administração com o intuito de replicar no Estado de Alagoas.

Na visita técnica, a delegação alagoana conheceu alguns projetos como o Sistema Eletrônico de Informações (SEI), o cruzamento da base de dados da Corregedoria Geral, além do Recadastramento de Servidores e a auditoria em folha de ativos e inativos.

A delegação do Governo de Alagoas se interessou pelo Sistema de Recadastramento de Ativos e formalizou o pedido para o Estado da Bahia. O secretário da administração baiano, Edelvino Góes, e o secretária do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) alagoano, Fabrício Marques, assinaram o Termo de Cessão número 01/2018, na tarde dessa quarta-feira (31). A cessão de uso não tem custo para Alagoas.

“Estou muito satisfeito que projetos desenvolvidos pela Saeb na área de controle estejam atraindo interesse de outros Estados, e também estou feliz em poder dar uma contribuição para a melhoria da gestão do Estado de Alagoas”, disse o secretário da Administração, Edelvino Góes.

O Secretário do Governo de Alagoas elogiou o sistema. “Na visita que a equipe de alagoas fez à Bahia, a Superintendência da Seplag e o pessoal de auditoria em folha de Alagoas recomendaram a utilização do sistema de recadastramento de servidores. Nossos técnicos gostaram muito do sistema e se nós fossemos desenvolver um programa desse tipo levaríamos cerca de um ano. Com a cessão de uso da Bahia ganhamos tempo também”, comentou o secretário.  

Sistema - O Sistema de Recadastramento de Servidores Ativos foi desenvolvido em parceria pela Superintendência de Gestão e Inovação da Saeb e pela Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb). O software foi utilizado a primeira vez em 2015, pela Diretoria de Recursos Humanos do Estado, para fazer o recadastramento de ativos. Em 2017, foi realizado novamente a ação.  

O recadastramento de servidores baianos é realizado a cada dois anos com o objetivo de validar dos locais e jornadas de trabalho, bem como atualizar informações cadastrais do funcionalismo. Também tem a finalidade de detectar possíveis irregularidades e operacionalizar o sistema de recursos humanos do Estado. Em 2017, mais de 400 servidores foram retirados da folha de pagamento porque não se recadastraram e não foram identificados nos seus locais de trabalho.

Desta forma, o Governo cumpre a legislação e desempenha a sua função de zelar pelo erário, deixando de pagar salários irregulares destes funcionários não recadastrados e não localizados.

O sistema de recadastramento funciona via Internet, onde os servidores preenchem um formulário online com informações como local de trabalho, regime de contratação e jornada. O processo é simples e rápido, com alguns campos já preenchidos e que precisam ser apenas confirmados pelos funcionários. Em uma segunda etapa, as informações fornecidas pelos servidores são validadas pelos seus chefes imediatos.

 

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.